O que faz você ser amigo de alguém? Afinidade de gostos, ideias e valores, simpatia, um propósito em comum? Por outro lado, o que faz você escolher alguém para amigo? Confiança, acolhimento, energia boa, inteligência, generosidade? Já se sabe que os efeitos de boa amizade vão muito além do bem-estar emocional. Inúmeras pesquisas mostram que construir vínculos de afeto é tão importante para o ser humano que interfere até na saúde.

Amigo faz bem para o coração. Literalmente. Em 2001, pesquisadores da Duke University Medical Center estudaram os efeitos das amizades em 430 pacientes com problemas cardíacos. Eles descobriram que pessoas com menos de quatro amigos corriam duas vezes mais risco de morrer do que aqueles com quatro ou mais.

Na pesquisa também foram avaliados fatores psicológicos e ambientais como estresse, status social, renda, tabagismo, hostilidade e a gravidade inicial da doença e, para a surpresa dos pesquisadores, nenhum deles estatisticamente foi responsável pelo aumento da taxa de mortalidade entre os pacientes “solitários”. Outra curiosidade: segundo o estudo, a partir de quatro amigos não importou o número de pessoas, os benefícios de sobrevida dos pacientes foi o mesmo. Ou seja: mais vale quatro bons amigos fiéis do que uma dezena de conhecidos!

Amigo é tão bom que ajuda até a regular nosso peso na balança. É verdade! Você já ouviu falar dos neurônios-espelho? Eles nos fazem imitar inconscientemente gestos e atitudes de quem estiver a nossa volta. Experimente bocejar numa sala cheia de gente, para ver. Logo várias pessoas estarão bocejando.

Baseados nessa premissa, os sociólogos Nicholas Christakis e James Fowler, professores de Harvard e da Universidade da California (USA) publicaram, em 2009, o livro “Conectados: O Poder Surpreendente de Nossas Redes Sociais e Como Modelam Nossas Vidas”. Nele, relatam um estudo do governo americano em Massachusetts onde, ao longo de 55 anos, 53 mil pessoas foram monitoradas para medir os índices de arteriosclerose. Foram coletados vários dados como: casamentos, separações, mudanças de endereço, laços de amizade, tabagismo, ganho e perda de peso, até índices de humor e felicidade.

Os autores notaram que há uma relação direta de mudanças físicas e comportamentais em uma mesma rede de amigos. Aí entra analogia do espelho. Quando alguém se torna obeso, amigos diretos dessa pessoa têm 45% mais risco de engordar. E os amigos destes, 20% mais chances de ganhar peso. E não termina aí: como uma rede contagiosa, os amigos destes últimos também correm 10% mais risco de ficarem mais pesados.

Outro fator de “contágio” é o tabagismo: um amigo fumante aumenta 61% a chance de você fumar, 29% o risco de um amigo seu começar e 10% de um amigo dele ir pelo mesmo caminho. Escolha bem suas amizades!

Agora, bom mesmo é saber que, se chegar à terceira idade cercado de amigos, você tem a chance de viver mais. É o que descobriram pesquisadores da Universidade Flinders, em Adelaide, na Austrália: manter boas amizades na velhice influencia mais na expectativa de vida do que ter a família por perto.

A pesquisa iniciou em 1992 e foi feita com 1.500 pessoas acima de 70 anos. Ao longo de uma década foram analisados como fatores sociais, de saúde e de estilo de vida afetaram suas taxas de sobrevivência. Constatou-se que o contato próximo com parentes teve pouco impacto, mas as pessoas que mantiveram forte rede de amigos demonstraram estatisticamente 22% mais probabilidade de estarem vivos ao final do estudo do que aqueles com fraca interação social.

A mesma pesquisa coletou dados do Estudo Longitudinal de Envelhecimento da Austrália (ALSA) e revela que, além de aumentar a expectativa de vida, amigos podem incentivar os idosos a cuidarem de sua saúde e ajudar a reduzir os sentimentos de depressão e ansiedade em momentos difíceis.
20
E, para finalizar, você sabia que se um amigo próximo está feliz, a sua felicidade aumenta em 15,3%? Que tal hoje mesmo ligar para alguém querido e fazer o dia dele (e o seu) mais feliz?

Siga-nos ou curta este Post
error0

Não somos um seguro ou plano de saúde

https://www.linkedin.com/company/filoo/Não somos um seguro ou plano de saúde

Termos de uso

Política de privacidade

Termos de uso

Política de privacidade
Política de privacidade

Warning: Use of undefined constant blog - assumed 'blog' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /var/www/html/wp-content/themes/filoo/single.php on line 174

Filóo - Todos os direitos reservados