Cansada executiva tira os óculos em frente a um notebook, exausta ela demonstra cansaço nos olhos, um dos sintomas de conjuntivite ou fadiga de visão

Conjuntivite é quando ocorre a inflamação da conjuntiva, que é a membrana que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) além do interior das pálpebras. Essa inflamação pode acometer apenas um olho ou os dois e a duração pode variar, em média, de sete até quinze dias.

 

Principais Sintomas da Conjuntivite:

Entre os principais sintomas da conjuntivite, podemos destacar os seguintes:

  • Olhos vermelhos;
  • Lacrimejamento;
  • Irritação ocular;
  • Sensibilidade à luz;
  • Inchaço nas pálpebras;
  • Visão embaçada;
  • Sensação de areia ou cisco nos olhos;
  • Acordar com os olhos grudados;
  • Secreção purulenta ou aquosa.

Ao perceber os sintomas procure imediatamente um médico, devido ao alto risco de contágio, pode ser recomendado o afastamento de atividades externas até a melhora do quadro.

 

Tipos de Conjuntivite

A conjuntivite pode ser infecciosa (viral e bacteriana) ou não-infecciosa (alérgica e química).

Conjuntivite Viral

Esse tipo é o mais contagioso de conjuntivite. Não há produção de pus, apenas de muco esbranquiçado, os olhos amanhecem grudados e há muita produção de lágrimas, além de vermelhidão. Também pode haver febre. O contágio acontece por meio do contato, por tanto, na fase aguda, é importante utilizar papel descartável para higienização dos olhos, separar toalhas, travesseiros e objetos de uso pessoal, e evitar apertar as mãos de outras pessoas.

Nesse caso não há um tratamento específico, por isso, pode durar de 15 a 20 dias. Devem ser feitas compressas geladas com água mineral ou filtrada, pois o frio ajuda a diminuir a inflamação e o inchaço. Os colírios para reduzir a vermelhidão e a inflamação devem ser prescritos por oftalmologistas, pois colírios com antibióticos não podem ser utilizados em casos de conjuntivite viral, pois não há presença de bactérias.

 

Conjuntivite Bacteriana

Esse tipo é mais grave, pois se não for tratada corretamente pode resultar em perfuração da córnea. São causadas normalmente, por bactérias como: Staphylococcus e Streptococcus.

O sintoma mais comum é a secreção purulenta amarelada, em excesso. O tratamento é feito com a utilização de colírios antibióticos e em casos severos, o tratamento inclui antibióticos via oral. Os sintomas podem desaparecer com cinco ou sete dias de tratamento.

 

Conjuntivite Alérgica

Essa categoria ocorre com uma frequência maior em pessoas com predisposição a desenvolver alergias ou em casos específicos de alergia a perfumes, cosméticos ou medicamentos. Os principais sintomas são coceira nos olhos e pálpebras, umidade excessiva e vermelhidão nos olhos, sensação de queimação e de areia. O tratamento é feito com colírios antialérgicos.

 

Conjuntivite Química

Ocorre quando os olhos entram em contato com cloro, spray, sabonete, fumaça de cigarro, entre outros.

O tratamento é feito com o uso de colírios e pomadas prescritos pelo médico oftalmologista e com a suspensão do uso do produto que causou a reação.

 

Como tratar da conjuntivite?

Algumas ações podem ser tomadas para ajudar a cuidar de uma conjuntivite, como:

  • Utilize óculos de sol durante o tratamento de conjuntivite, pois ameniza o incômodo provocado pela sensibilidade à luz;
  • Não use lentes de contato se estiver com conjuntivite ou em uso de pomadas e colírios;
  • Prefira o uso de óculos durante o período de acometimento e tratamento;
  • Para evitar a reincidência, limpe as secreções com lenços descartáveis e não encoste o tubo do colírio nos olhos;
  • Evite o excesso de soro fisiológico na higienização, pois o excesso de sódio pode irritar a pele;
  • É indispensável o acompanhamento com oftalmologista para que o diagnóstico seja preciso e o tratamento eficaz;
  • Você sabia que a água boricada deve ser evitada? Ela alivia os sintomas da conjuntivite, mas a sua composição pode causar reação alérgica intensa.

Para finalizar, apresentamos algumas dicas preciosas a serem adotadas para reduzir o risco de adquirir uma conjuntivite. Confira abaixo:

 

7 Dicas importantes para prevenir a conjuntivite

  1. Não usar maquiagem de outras pessoas (e nem empreste as suas);
  2. Evitar o compartilhamento de toalhas de rosto;
  3. Lavar as mãos com frequência e não as coloque nos olhos;
  4. Utilizar óculos de mergulho para nadar ou óculos de proteção, se for manipular produtos químicos;
  5. Não usar medicamentos (pomadas, colírios) sem prescrição (ou que foram indicados para outra pessoa);
  6. Evitar nadar em piscinas sem cloro;
  7. Evitar aglomerações ou frequentar piscinas de academias ou clubes.
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *