mulher jovem toma um grande copo de água na imagem também está escrito dia mundial do rim

Estima-se que 850 milhões de pessoas ao redor do mundo convivem com algum tipo de doença renal.

 

Cuidados com os rins são essenciais, afinal eles possuem múltiplas funções em nosso organismo e seu mau funcionamento resulta em queda significativa da qualidade de vida, e pode levar à necessidade de hemodiálise e transplante renal. Nos casos mais graves, pode levar à morte.

 

Dia Mundial do Rim

Não é de se admirar, portanto, que no dia 14 de março de 2019 se comemore o Dia Mundial do Rim, com o intuito de conscientizar a população sobre a existência de doenças renais e divulgar informações sobre prevenção. Pensando nisso, preparamos uma lista com os 5 principais cuidados com os rins, que conduzem a um futuro mais saudável.

 

1. Realize consultas de rotina

A atitude mais simples e efetiva de prevenção da doença renal é, simplesmente, realizar consultas de check-up. Nessas consultas, o clínico irá, entre outras coisas, conferir sua pressão arterial e o nível de glicose no sangue. Isso é importante pois a diabetes mellitus e a hipertensão arterial são as duas principais causas de doença renal crônica, e, como são pouco sintomáticas, podem causar estrago sem a pessoa perceber que está doente.

Se houver necessidade, também é possível avaliar diretamente o funcionamento renal, através das medidas de ureia e creatinina no sangue, além de exames de urina.

 

2. Cuide de sua saúde cardiovascular

As mesmas doenças que prejudicam os vasos do coração e do cérebro, favorecendo a ocorrência de infartos e derrames, também prejudicam os vasos renais. Por isso, cuidar de sua saúde cardiovascular é, também, um dos principais cuidados com o rim. Pratique atividade física com regularidade, tenha uma alimentação equilibrada e evite o cigarro.

Caso seja diagnosticado com alguma doença crônica, como diabetes, hipertensão ou colesterol alto, siga as orientações médicas e tome os remédios corretamente.

 

3. Beba água

Beber quantidades generosas de água, além de ser benéfico para o bem estar e saúde de modo geral, tem um efeito na prevenção de uma doença específica: a formação de cálculos renais, as famosas “pedras no rim”. Os cálculos são cristais que se formam no trato urinário (que inclui não apenas o rim, mas também ureteres, bexiga e uretra) podendo levar a obstrução, dor muito intensa e sangue na urina.

Beber água ajuda a diluir as substâncias que propiciam a formação de cálculos – o recomendado é cerca de 2L ao dia. Outra medida de prevenção é evitar o consumo excessivo de sal, açúcar e de produtos com muito fosfato (como refrigerantes à base de cola).

 

4. Cuidado com os medicamentos

Alguns medicamentos podem ter efeito tóxico direto sobre os rins, precipitando uma insuficiência renal aguda. Medicamentos como antibióticos, diuréticos e anti-hipertensivos podem ter esse efeito e devem ser tomados estritamente sob prescrição médica. Até mesmo remédios que não precisam de receita, como aspirina, ibuprofeno e diclofenaco, podem ser tóxicos.

Portanto, converse de antemão com seu médico sobre os riscos e cuidados no momento de tomar um anti-inflamatório, respeite a dose indicada na bula, e preste atenção na resposta de seu corpo.

 

5. Sintomas de doenças nos rins

Saiba identificar os sintomas que denunciam uma possível doença renal: inchaço em pernas e face, alterações urinárias (como redução do volume e presença de espuma), náuseas, confusão mental, fadiga e falta de apetite. Se você estiver preocupado com algum desses sintomas, procure um clínico geral.

Além disso, todas as consultoras filóo estão prontas para tirar todas as suas dúvidas sobre cuidados essenciais com os rins.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *