em um consultório médico escuta com atenção seu paciente idoso que usa óculos e veste um suéter roxo

O que é exame PSA?

O exame PSA tem como finalidade detectar de forma precoce se existe a possibilidade do desenvolvimento do câncer e/ou outras alterações, como hiperplasia prostática benigna, prostatite (processo infeccioso) ou a obstrução de algum vaso sanguíneo na região.

PSA é a sigla de Prostate-Specífic Antígens, ou seja, antígenos específicos da próstata. Esses antígenos são produzidos pela próstata e são considerados um marcador biológico de grande importância para auxiliar no diagnóstico de câncer de próstata.

 

Benefícios da realização

  • Contribuição no direcionamento quanto à um possível tratamento;
  • Análise e monitoramento da evolução e resposta ao tratamento;
  • Avaliação da extensão do câncer;
  • Detecção se há reincidência do câncer de próstata.

 

Como fazer o exame PSA?

O exame de PSA é realizado por meio de uma amostra de sangue e a periodicidade de realização pode variar entre um e quatro anos, o médico que irá analisar a necessidade.

Há duas apresentações de PSA:

  • PSA livre: é a quantidade de antígeno que que não está ligada à nenhuma proteína, ou seja, que circula sozinho pela corrente sanguínea
  • PSA total: é a quantidade total de antígenos, que abrange tanto à forma ligada à proteínas, quanto as que estão sozinhas.

Um novo exame chegou ao Brasil há pouco tempo, o PHI (Prostate Health Index – Índice de Saúde da Próstata), que utiliza uma terceira fração do PSA, para que o diagnóstico seja mais efetivo, a fim de reduzir a indicação de biopsias.

 

Indicações para realizar o exame de PSA

Todo homem com idade mínima de 50 anos, tem indicação tanto para iniciar acompanhamento com médico urologista, assim como, para realizar o exame de PSA.

Existem outros casos em que deverá ser realizado com antecedência:

  • Aos 40 anos: risco muito alto – mais de um familiar de primeiro grau (pai, irmão ou filho) com diagnóstico de câncer de próstata antes de completar 65 anos;
  • Aos 45 anos: risco alto – descendentes de negros e/ou um parente de primeiro grau diagnosticado com a doença.

 

Sintomas associados com alterações no PSA

Existem alguns fatores que podem alterar os resultados do exame, caso se identifique com alguma, lembre-se de avisar seu médico.

Que elevam o PSA:

  • Idade;
  • Ejaculação;
  • Trauma prostático;
  • Infecção do trato urinário;
  • Processo infeccioso na próstata;
  • Hiperplasia de próstata benigna;
  • Toque Retal;
  • Retirada de cistos;
  • Biópsia de próstata;
  • Câncer de Próstata;
  • Uso de testosterona.
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *