Jejum intermitente

Jejum intermitente

A adoção do Jejum Intermitente (JI) divide opiniões de especialistas. Diferentemente do que costumamos entender como dieta, é considerado uma “prática de alimentação” e consiste em alternar períodos de jejum com períodos de ingestão de alimentos. Popularizou-se por entregar resultados a quem deseja perder peso de forma rápida, sem se basear na diminuição das calorias ingeridas, fazendo com que o corpo utilize os estoques de gordura para equilibrar as necessidades calóricas diárias para o bom funcionamento do organismo.

Como funciona o Jejum Intermitente?

No Jejum Intermitente (JI) você se alimenta normalmente por um período do dia e, no outro período, restringe a alimentação. O consumo de alimentos durante o JI fica restrito a líquidos (água, café, chás) tomados puros, sem qualquer tipo de adoçante.

Nos períodos de alimentação, chamados de “janela alimentar”, a ingestão de alimentos deve ser controlada. Uma grande parcela dos adeptos associam essa prática a uma dieta balanceada rica em proteínas e gorduras, com baixo teor de carboidratos. Já a palavra “jejum”, isoladamente, se relaciona a um período sem consumo de alimentos, por exemplo, durante o sono, quando não há nenhum tipo de ingestão calórica.

Controvérsias

Há quem defenda que o Jejum Intermitente é uma maneira natural de comer e que as refeições programadas como conhecemos atualmente, café da manhã, almoço e jantar, foram criadas pela indústria alimentícia para vender mais (e novos) alimentos como, por exemplo, cereais e a crença de que pela manhã se deve tomar um café reforçado. Antes da industrialização, o padrão de alimentação humano contemplava poucas refeições, baseado em muita proteína, gorduras e pouco carboidrato.

Estudo publicado na revista Nutrition And Healthy Aging (link: https://content.iospress.com/articles/nutrition-and-healthy-aging/nha170036) aponta que a alimentação com jejum de 8 horas produz restrição calórica leve e perda de peso, sem contagem de calorias. Pode também oferecer benefícios clínicos pela redução da pressão arterial.

Outra pesquisa, da Universidade de Cambridge, (link: https://www.cambridge.org/core/journals/proceedings-of-the-nutrition-society/article/energy-restriction-and-the-prevention-of-breast-cancer/4B30994FAFED5130D9B30784C7F3EBE2 ) demonstra que o processo de jejum pode ajudar a evitar o desenvolvimento de câncer de mama em pessoas obesas. Em contrapartida, especialistas sugerem que não há garantias de que o JI seja saudável, há um déficit de informações sobre os impactos no corpo humano quando a prática é seguida em longo prazo.

Segundo departamento de Fisiologia e Biofísica do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade São Paulo (ICB- USP), durante uma pesquisa sobre o impacto do jejum no pâncreas, foi observado um aumento dos radicais livres, massa de gordura e tamanho do estômago, bem como um aumento da secreção de insulina, contradizendo as primeiras impressões positivas que fez a prática tão popular.

Há também a fato de possíveis danos irreversíveis serem causado pela prática, pois segundo os dados da USP, o jejum protocolar pode facilitar o aparecimento de algumas doenças e não há nenhum estudo que mostre que, se a prática for interrompida, o organismo consiga se regenerar.

Conclusão

O consenso dos pesquisadores é que não há dieta milagrosa e, quando se inicia um processo de emagrecimento, o equilíbrio é fundamental. Cada organismo responde de uma forma diferente ao plano alimentar e devem ser considerados outros fatores como idade, sexo, grau de obesidade, grau de atividade física e exames de sangue, antes de adotar um plano alimentar, sempre com a ajuda de um profissional qualificado.

Siga-nos ou curta este Post
error0
Dicas de alimentação saudável para emagrecer

Dicas de alimentação saudável para emagrecer

Se você deseja entrar em forma de maneira sadia, o melhor é investir em uma dieta equilibrada aliada a exercícios físicos. Sabe-se que o excesso de peso pode afetar a saúde contribuindo para o desenvolvimento de doenças como o diabetes, problemas cardíacos e o aumento de lesões nas costas e nos joelhos, por exemplo. Que tal inserir no seu dia a dia atitudes simples para auxiliar no processo de emagrecimento e a manter a saúde?

– Evite alimentos industrializados: Normalmente, possuem ingredientes para aumentar a durabilidade do produto, entre eles o sódio, que contribui para o inchaço do organismo.

– Aumente a ingestão de água: Água é fundamental não só para o processo de emagrecimento, mas para que o corpo trabalhe em equilíbrio. Ela ajuda o processo de filtragem fazendo com que o organismo elimine as toxinas. Apenas 2 litros por dia garantem a hidratação do corpo. Invista!

– Cozinhe seu próprio alimento: Uma das melhores formas de controlar a alimentação é preparando a sua própria refeição. Quando você cozinha, dá para dosar adequadamente os ingredientes evitando excessos e garantindo a qualidade dos alimentos que está ingerindo.

– Frutas e vegetais: Possuem baixas calorias, vitaminas, sais minerais e muitas fibras, uma combinação perfeita para manter o seu corpo saciado por mais tempo.

– Corte bebidas adoçadas: São como uma bomba na dieta, aumentam o pico de insulina, o que faz com que o corpo armazene as energias em forma de gordura. Refrigerantes? Não chegue nem perto.

– Abuse das saladas: Pode encher o prato. Folhas verdes têm poucas calorias e muitas vitaminas, sais minerais e fibras. Liberado: temperos naturais como limão e azeite de oliva, evite molhos à base de creme de leite e industrializados.

– Substitua a farinha de trigo: Troque a farinha refinada (branca) pela integral. Por ser um carboidrato complexo, a farinha integral traz mais saciedade, ajuda a queimar mais calorias e é ideal para a manutenção (ou até perda) do peso.

– Atenção ao tamanho das porções: Só porque um alimento é saudável não significa que seu consumo desenfreado está liberado. O controle das porções é tão importante quanto a escolha do que vai comer. Se liga!

– Evite o excesso de cafeína: A cafeína é considerada um estimulante do metabolismo e um supressor do apetite. Entretanto, a ingestão de grandes quantidades de café pode interferir no sono, afetando as horas de descanso. Tão importante quanto fazer uma atividade, descansar é fundamental para manter o organismo em equilíbrio.

– Tenha consciência do que seu corpo está pedindo: Aprenda a “ouvir” o seu corpo. Pele, cabelos e unhas refletem a forma como o corpo é tratado. Quando está em processo de emagrecimento, ele dá sinais da falta ou do excesso de vitaminas, sais minerais e água. Por exemplo, pele seca pode ser um sinal de desidratação, unhas quebradiças ou queda de cabelo, que seu corpo estar precisando de mais vitaminas. Observe-se.

E muito importante: não se cobre em excesso, mudanças que duram são as graduais, transforme aos poucos a sua rotina, quando se sentir confortável, insira outra atitude. Um passo de cada vez e você com certeza chega lá. Acredite em você e na sua força de vontade. Nós acreditamos!

Siga-nos ou curta este Post
error0